Comércio social: descubra tudo sobre a nova tendência de e-commerce

comercio-social

Dá pelo nome de comércio social e tem por objetivo encetar e manter interações entre marcas e clientes dentro das redes sociais, de forma a promover e vender diferentes tipos de produtos e serviços. Por que é que esta estratégia é considerada a nova tendência de E-commerce? Porque a partilha de boas experiências e opiniões positivas leva os seguidores a sentirem confiança para comprar. Pelo contrário, a falta de relacionamento só contribui para uma situação de irrelevância no mercado que a dada altura acabará por marcar pela negativa as finanças da sua empresa.

Não arrisque! Se tem uma loja online tem tudo o que é preciso para arrancar hoje mesmo com algumas estratégias de Marketing Digital para comércio social, responder aos desejos e novos hábitos de consumo dos seus clientes… e faturar! Continue a ler para saber o que é, como funciona o comércio social e como o utilizar para potenciar as vendas online.

O que é comércio social?

Genericamente, comércio social ou Social Commerce é uma expressão usada para definir a integração do E-commerce nas redes sociais para interagir com o público, promover produtos e serviços e efetivar vendas. Mas não é só! O comércio social é um tipo de E-commerce que conta com a ajuda de milhares de utilizadores do Facebook, Instagram, Twitter, etc., para gerar interações entre uma empresa e os seus consumidores: com likes, comentários, retweets, partilhas e tantos outros tipos de ações que melhoram a experiência de utilização, a consolidação de uma marca, popularização de determinados itens e – principalmente – que ajudam na recomendação (e posterior compra) de determinado produto/serviço.

Como funciona o comércio social?

O comércio social funciona através da integração de uma loja online nas redes sociais de forma a que os utilizadores que pretendem comprar determinado produto ou serviço, acabem por se reter nas referências, testemunhos e dicas de outros utilizadores que já compraram esse produto e que estão a espalhar a sua opinião nas redes sociais.
No entanto, para o social commerce funcionar mesmo bem, é necessário que uma empresa invista em Marketing de Conteúdo para garantir a interação e aumentar a notoriedade. É também necessário que invista na integração do E-commerce com redes sociais para fazer a venda direta através destas plataformas, como é o caso das lojas virtuais no Facebook e Instagram.
Ainda assim, a grande mais valia desta estratégia de social commerce não é tanto a venda direta através das redes sociais, mas mais as interações geradas entre os utilizadores e as empresas, já que boas classificações, boas opiniões e boas avaliações são um passaporte para a formação de uma opinião positiva e, consequentemente, para o aumento de vendas online.

Como fazer comércio social?

Não tem de ser hoje nem tem de o fazer num só dia, até porque se trata de um processo que implica uma mudança cultural na sua equipa, mas se tem uma loja online vale a pena começar já a considerar a sua integração nas redes sociais para alavancar as vendas online da sua empresa. Siga as dicas!

  • Estude o seu público-alvo

Não avance sem estudar bem o seu público-alvo porque de outra forma não vai conseguir perceber quais são as redes sociais que os seus clientes preferem, nem perceber a linguagem que costumam usar ou os conteúdos que mais lhes vão interessar. 

  • Faça uma reforma no seu site ou loja online

Prepare o seu site para social commerce, fazendo a integração da loja online nas redes sociais onde a sua empresa marca presença e que, supostamente, são as redes sociais que mais interessam ao seu público. Use botões para permitir aos visitantes a partilha dos seus conteúdos e crie um campo para comentários, de modo que os visitantes também possam deixar uma opinião sobre os seus produtos e até classificá-los, ajudando a sua empresa a obter feedback dos consumidores e auxiliando os potenciais clientes a tomarem uma decisão. Uma decisão de compra!

  • Tire maior partido das suas redes sociais

Agora que conhece bem o seu público-alvo e está a tratar de integrar a loja online nas redes sociais da sua empresa, é hora de reformular perfis para obter melhores resultados, ao nível da promoção e venda de produtos/serviços. Neste ponto, o Facebook e Instagram são excelentes, mas pode conseguir um bom retorno do seu investimento em qualquer outra rede social. Desde que o seu público-alvo esteja lá, claro! A ideia em social commerce, já sabe, é interagir, conversar com os utilizadores, auscultar a sua opinião e, também, lidar bem com reclamações e críticas, resolvendo problemas com prontidão. Se o fizer, os seus clientes serão os melhores embaixadores da sua marca! 

  • Produza conteúdos relevantes para a sua audiência

No que toca aos conteúdos que deve publicar nas suas redes sociais com vista ao comércio social, a dica é apostar em assuntos relevantes e de qualidade para o seu público-alvo de modo a atrair a atenção dos seus seguidores e a responder às suas “dores”. Ou seja, responder às dúvidas que possam ter durante o processo de pesquisa de informação sobre determinado artigo que estão a pensar comprar.

  • Acompanhe as últimas tendências

Não se esqueça de ir acompanhando as últimas tendências tecnológicas do mercado, para melhorar o seu comércio social e destacar-se face à concorrência. E, por falar em concorrência, vá espreitando o que outros players do seu setor andam a fazer e não se coíba de imitar as melhores estratégias de social commerce.

  • Interaja com o público

Responda a todos os comentários e perguntas do seu público com prontidão, simpatia e clareza. Lembre-se de que a grande vantagem do comércio social é a interação entre a sua empresa e os utilizadores. E não se esqueça de que tem de entregar aos seus clientes o produto ou serviço que eles desejam, para conseguir receber avaliações e críticas positivas que podem influenciar outros consumidores a comprar!

  • Analise os resultados das suas estratégias de comércios social

E, por fim, monitorize tudo o que é dito sobre a sua empresa nas redes sociais (e também em sites de comparação de preços e avaliação de marcas). É a análise de resultados (quer da performance de conteúdos, quer do relatório de vendas) que vai ditar melhorias nas novas ações de social commerce, e por isso deve estar atento a qualquer desajuste, para poder corrigir ou eliminar no imediato.

Se estiver na disposição de aceitar mais uma dica sobre comércio social, deixe-nos dizer que o melhor é mesmo procurar por uma agência de Marketing especializada em E-commerce para não falhar os seus objetivos: aumentar interações… e vendas!
Indique-nos o endereço da sua loja online e aguarde pelo orçamento para estratégias de social commerce, sem compromisso!

 

Scroll Up

Receba dicas exclusivas, e-books de Marketing Digital e diversos documentos de apoio. Inscreva-se na nossa Lista VIP e fique a par de todas as novidades do mundo digital!