Sanzza – Creative Agency

O impacto do vírus COVID-19 nas Empresas Portuguesas e no Marketing Digital

Covid-19 mudanças impactam empresas e Marketing Digital

Numa fase em que a Covid-19 já se propaga a nível comunitário, Portugal, que entrou há dois dias em fase de mitigação do novo coronavírus, enfrenta um panorama cada vez mais incerto no que diz respeito ao futuro da economia nacional. Pedem-se medidas mais robustas para o apoio às empresas, de forma a poderem suportar o impacto económico que a pandemia está a gerar a nível global. Praticamente todas as áreas de mercado estão a sentir os efeitos da atual paralisia e o Marketing Digital não é exceção.


Com o agravamento da situação pandémica a nível mundial, foram várias as medidas tomadas para evitar a propagação do Covid-19. O isolamento social, uma das principais políticas para retardar o contágio, tem obrigado famílias e empresas a alterar as suas rotinas e formas de trabalho. Com grande parte da população a trabalhar a partir de casa, a pesquisa por informação relacionada com o vírus tem aumentado exponencialmente e há algumas alterações face aos hábitos de pesquisa:

– Há um acréscimo significativo na procura por temas relacionados com cuidados de saúde, alimentação e farmacologia; 

– O tráfego nos websites dos meios de comunicação social tem sido, naturalmente, significativo, uma vez que se tratam de fontes fidedignas para a obtenção de informação sobre o surto; 

– Verifica-se um decréscimo acentuado de tráfego em áreas de negócio como o turismo, o setor imobiliário e a construção, setores de atividade que não se inserem atualmente nas necessidades básicas das populações. 

Investimento na presença online: quais as opções mais viáveis?

A influência que o Covid-19 está a ter a nível mundial nos interesses e pesquisas das pessoas vem alterar os paradigmas do Marketing Digital para as empresas e os rumos que estas optam por tomar em tempos de incerteza financeira. Deverão as marcas continuar a investir numa presença online? Neste momento, desaparecer da Internet, o local através do qual todos os consumidores comunicam hoje entre si, é perder força no mercado e dar lugar para que os nossos concorrentes nos substituam. No entanto, há que saber avaliar qual a melhor forma de marcarmos esta presença. 

Continua a fazer sentido apostarmos em campanhas pagas?

A resposta varia tendo em conta o setor de atividade. Se a sua empresa atua, por exemplo, no setor de comercialização de bens de primeira necessidade, a aposta em publicidade online paga poderá ser uma boa opção para impulsionar o seu negócio e aumentar ainda mais as suas vendas. No fundo, as empresas que prevejam um aumento nos seus resultados, poderão adotar estratégias de campanhas online para os seus negócios. Por outro lado, se a sua empresa revê em baixa os resultados, deve avaliar se pretende continuar a aumentar a sua brand awareness. Caso tenha saldo disponível para o fazer nesta fase, é um bom momento visto que todas as atenções estão voltadas para o online. Se considera que esta estratégia vai além das suas possibilidades, a sua comunicação deverá, pelo menos, abranger uma presença sólida nas redes sociais da sua marca.

Comunicar com os consumidores: quais as melhores estratégias?

Independente da opção que a sua empresa tome em relação à publicidade online, a comunicação da sua marca na Internet deve promover conteúdo útil para o seu público. Poderá partilhar informação relacionada com a sua área de negócio no contexto do Covid-19, uma vez que este é um dos temas mais pesquisados atualmente, mas deverá ter cuidado para não parecer um aproveitamento da situação. É importante apostar em conteúdo útil para todos, ou seja, demonstrar solidariedade e publicar temas que vão de encontro às necessidades e expectativas dos consumidores nestas circunstâncias. Numa outra perspectiva, também é importante entreter e satisfazer as necessidades das pessoas que estão em casa e que precisam de “consumir distrações”.

Impacto do Covid-19: como reduzir os efeitos nas empresas?

Apesar do anúncio de medidas de apoio que a Europa irá conceder de forma a evitar uma crise financeira, as empresas vêem-se já obrigadas a tomar medidas para conter o impacto económico causado pelo vírus nas suas organizações. Em períodos de recessão ou de paralisia económica, a tendência é que a concorrência diminua: um cenário que poderá ser bom para a sua empresa se tomar as opções certas nesta fase. A aposta na comunicação dos seus serviços será, para já, uma das formas de se destacar dos seus concorrentes, gerando mais clientes e mais vendas. E como deve apostar na sua comunicação? Como já dissemos, através de uma presença ativa nas redes sociais, trabalhando o Marketing de Conteúdo, criando uma ligação constante à sua audiência, seja através de plataformas online, de E-mail Marketing, ou, até, através do seu website. Se o seu produto é um bem físico, apostar num website E-commerce poderá ser um fator diferenciador da sua concorrência pois quem está em isolamento vai optar por comprar online o que não consegue obter nas lojas físicas.

Políticas vencedoras: agir rápida e eficazmente

Nesta conjuntura, as marcas precisam de adaptar não só os seus conteúdos mas também o seu modus operandi para ir ao encontro do que o seu público-alvo precisa. Numa fase de isolamento social como a que atualmente vivemos, a estratégia é ser a companhia de quem está lá em casa, entreter e ajudar a passar o tempo de forma útil, para entregar valor através da sua insígnia. Reinventar a forma como opera a sua empresa, adaptar os seus conteúdos para o assunto mais procurado do momento e investir em Marketing Digital, são ações que poderão nesta perspectiva, ditar o rumo futuro da sua empresa no cenário que incerteza que atravessamos.

Scroll Up

Receba dicas exclusivas, e-books de Marketing Digital e diversos documentos de apoio. Inscreva-se na nossa Lista VIP e fique a par de todas as novidades do mundo digital!