20 Estratégias para aumentar as vendas em e-commerce

estrategias-para-vender-mais-num-e-commerce

Se o título deste artigo de blog lhe despertou o interesse, é porque tem uma loja online que não está a vender tanto quanto desejava. Como é que acertamos? Simples! O aumento das compras online durante e após a pandemia, alavancou definitivamente o interesse pelo comércio eletrónico. Mas sem as estratégias de Marketing Digital ideais para melhorar a competitividade e aumentar as vendas em e-commerce, muitos negócios começaram a definhar. Se já percebeu que as lojas online da concorrência têm mais sucesso do que a sua, tome nota desta dica: não é porque têm produtos melhores, é porque adotaram estratégias melhores para aumentar as vendas em e-commerce, enquanto que a sua loja virtual não está a…

1. Investir num site de e-commerce de qualidade
2. Desenvolver páginas de produto detalhadas
3. Otimizar com estratégias SEO
4. Recuperar carrinhos de compras abandonados
5. Disponibilizar vários métodos de pagamento
6. Reduzir os valores dos portes de entrega
7. Apostar em cross-selling e up-selling
8. Exibir comentários e avaliações
9. Disponibilizar um atendimento de qualidade
10. Fazer uma boa gestão de stock
11. Dar a devida importância à logística
12. Aproveitar as redes sociais
13. Enviar campanhas de e-mail marketing
14. Vender em marketplaces
15. Anunciar em Google Ads
16. Anunciar no Google Shopping
17. Lançar campanhas de remarketing
18. Investir (mais) em estratégias de pós-venda
19. Transformar dados de vendas em indicadores
20. Contratar uma empresa de Marketing Digital

20 Estratégias para aumentar as vendas em e-commerce

A concorrência não dá tréguas! Independentemente do seu setor de atividade, se quer comercializar algo através da Internet, tem de conhecer as principais estratégias para aumentar as vendas em e-commerce. Estratégias que numa primeira fase, se vão focar na angariação de tráfego orgânico e qualificado para a sua loja online, depois na conversão desses leads em clientes e, por fim, na fidelização que leva à repetição da compra.
Interessado? Então venha conhecer o nosso conjunto de estratégias de Marketing Digital para aumentar as vendas em e-commerce e depois ponha em prática as que melhor se ajustam ao seu modelo de negócio!

Investir num site de e-commerce de qualidade

Ter uma loja na Internet não é a mesma coisa que ter um e-commerce profissional a receber visitas atrás de visitas. Por isso, a criação ou renovação da sua loja online é a primeira estratégia para garantir o número de acessos e aumentar as vendas em e-commerce. Nesse sentido, deve confiar o projeto a web designers ou empresas de Marketing Digital especializadas em e-commerce de modo a que o seu novo site consiga oferecer uma excelente experiência de utilização.

O que um site e-commerce de qualidade deve ter?

  • Domínio próprio para ser encontrado facilmente e para passar uma ideia de profissionalismo e credibilidade aos utilizadores;
  • Alojamento de qualidade para garantir o armazenamento e a segurança de toda a informação da loja online e manter uma boa capacidade de resposta em momentos de maior congestionamento;
  • Layout limpo e organizado para favorecer a experiência de navegação, com menus e submenus intuitivos e visualmente agradáveis;
  • Design atraente e moderno para atrair os visitantes;
  • Catálogo de produtos detalhado e organizado para que os visitantes não fiquem com dúvidas;
  • Textos relevantes e elementos visuais, como fotos e vídeos, de alta qualidade;
  • Campos de pesquisa com filtros eficazes para que se possa encontrar rapidamente o produto que se procura;
  • Testemunhos e avaliações de clientes satisfeitos para aumentar o nível de confiança;
  • Processo de compra simplificado para que as pessoas consigam escolher e pagar o seu produto de forma rápida e segura;
  • Certificados SSL para proteção dos dados dos utilizadores;
  • Responsividade para garantir que os visitantes navegam no site de forma eficaz e veem os conteúdos com toda a legibilidade, independentemente do tamanho do ecrã do equipamento que estiverem a usar;
  • Carregamento rápido para evitar que os utilizadores se aborreçam e resolvam procurar por uma solução numa loja da concorrência;
  • Integração com chat online ou chatbot para esclarecer as dúvidas dos clientes em tempo real;
  • Integração com redes sociais para convidar os visitantes a partilhar os conteúdos da sua marca;
  • Integração com Google Analytics para monitorizar os acessos e analisar os comportamentos dos utilizadores.

2. Desenvolver páginas de produto detalhadas

Já sabe que para aumentar as vendas em e-commerce tem de aumentar a taxa de conversão, e nada melhor do que páginas de produto detalhadas para o conseguir! Em primeiro lugar, porque passam uma ideia de profissionalismo e credibilidade e em segundo lugar, porque aumentam o desejo de consumir.

Como fazer uma página de produto?

  • Coloque um título seguido de um breve resumo do produto;
  • Escreva a descrição do produto, incluindo todas as características: composição, textura, peso, altura, largura, cor, durabilidade, utilizações, especificações técnicas, benefícios, acessórios, produtos relacionados, preço, etc;
  • Destaque a lista com os principais benefícios do produto para que os clientes percebam rapidamente como pode atender às suas necessidades;
  • Aproveite a descrição do produto para despertar emoções e estimular decisões de compra;
  • Use fotos de qualidade e de diferentes ângulos e vídeos para complementar a informação da descrição do produto;
  • Exiba claramente o preço do produto;
  • Inclua filtros de pesquisa com tipos de produtos, intervalos de preço, cores, tamanhos, etc.;
  • Considere incluir uma lista de “produtos relacionados” ou “outros clientes também compraram” para mostrar produtos semelhantes ou complementares;
  • Insira um call-to-action (CTA) no final a dizer “comprar” ou “adicionar ao carrinho” para aumentar as vendas em e-commerce.

3. Otimizar com estratégias SEO

Qual é coisa qual é ela, fundamental para aumentar as vendas em e-commerce? SEO ou Search Engine Optimization, respondeu muito bem! Mas então porque é que ainda não está a otimizar os seus conteúdos para motores de busca? Está a perder oportunidades de venda porque o seu produto/serviço não está a ser encontrado de forma rápida e certeira. Por exemplo, imagine que a sua loja online vende fatos de banho e pense no número de pessoas que neste momento estão a pesquisar no Google por “fatos de banho”, principalmente agora que está a chegar o verão… São muitas, não são? Mas poucas chegam até à segunda página dos resultados de pesquisa! É por isso que deve começar hoje mesmo a utilizar este vasto conjunto de técnicas para colocar as páginas da sua loja online no topo do Google, aumentar a visibilidade da sua marca e atrair mais clientes para o seu site.

Blog com conteúdo otimizado

E por falar em otimização com estratégias SEO, já pensou em criar um blog na sua loja online? É uma excelente forma de aumentar as vendas em e-commerce porque permite a publicação regular de conteúdos otimizados que, além de responderem às dúvidas do seu público-alvo, agradam aos algoritmos do Google e acabam por ocupar os primeiros lugares nos resultados de pesquisa, gerando bastante tráfego orgânico para a loja online. Além disso, com o passar do tempo, o blog ajuda a sua empresa a tornar-se numa referência na sua área de atuação, aumentando a credibilidade e o alcance da marca.

Mais vantagens dos blogs? Clique aqui!

4. Recuperar carrinhos de compras abandonados

Estima-se que mais de 60% dos potenciais clientes de uma loja online abandonam os carrinhos de compras depois de lá colocarem alguns produtos. Isso porque não tinham intenção de comprar ou porque se depararam com um obstáculo.
Efetivamente, de um custo imprevisto a um processo de compra muito complicado, há várias razões para os visitantes abandonarem os carrinhos de compras, mas nenhuma razão para não tentar reverter esse processo! Portanto, verifique se…

  • O processo de registo na sua loja online é fácil, rápido e objetivo;
  • Os valores estão apresentados na unidade monetária do utilizador;
  • Os custos de transporte não estão a aumentar o valor da compra;
  • Há diferentes opções de pagamento;
  • Existe um serviço de apoio ao cliente pronto a prestar esclarecimentos;
  • A política de trocas e devoluções é transparente.

Estes são apenas alguns dos elementos que contribuem para uma boa experiência de utilização e que podem ajudá-lo a evitar que os utilizadores abandonem os seus carrinhos de compras. Porque depois de o fazerem, só lhe resta uma alternativa: tentar recuperá-los através de ações de e-mail marketing e remarketing, por exemplo, que podem ficar mais dispendiosas!

5. Disponibilizar vários métodos de pagamento

Apesar de os métodos de pagamento variarem de país para país, é fundamental disponibilizar várias formas de se efetivar a compra e dar aos seus clientes a liberdade para escolher a que preferem: pagamento multibanco, cartão de crédito, transferência bancária, PayPal, digital wallets, MBway, pagamento no ato da entrega, etc. Lembre-se que quantas mais opções de pagamento existirem, mais hipóteses tem de obter conversões, de aumentar as vendas em e-commerce e fidelizar clientes!

6. Reduzir os valores dos portes de entrega

Muitos clientes acabam por desistir da compra porque se assustam com o valor dos portes de entrega. E é por isso que deve tentar a todo o custo ser competitivo, oferecendo os portes em compras acima de determinado valor, por exemplo, ou cobrando um valor em função da volumetria do produto. Além disso, é importante oferecer várias opções ao nível da entrega com preços diferenciados: da recolha em loja à entrega ao domicílio, passando pelos CTT, entrega em 24h, etc.

7. Apostar em cross-selling e up-selling

Não é por acaso que cross-selling e up-selling são estratégias de venda comuns em diferentes tipos de lojas online. Ambas aumentam as vendas em e-commerce e vamos explicar-lhe porquê! O cross-selling é uma técnica usada para sugerir a um visitante a compra de um ou de vários produtos relacionados com aquele que ele está a visualizar ou a colocar no carrinho de compras. Por sua vez, o up-selling é uma técnica usada para sugerir a compra de um produto melhor ou mais recente (com o objetivo de fazer upgrade) daquele que o visitante acabou de ver ou colocar no carrinho de compras. Por exemplo: está a fazer up-selling se propuser a um cliente que vai comprar um smartphone a compra de um modelo posterior com mais funcionalidades, e está a fazer cross-selling se propuser a compra de uns auriculares, de uma capa ou de uma película protetora.

8. Exibir comentários e avaliações

Uma forma de tentar alcançar a eficácia do passa-palavra numa loja virtual, é usar comentários e avaliações para mostrar aos visitantes que, na falta de uma recomendação de um familiar ou amigo, têm ali algumas pessoas em quem podem confiar. Pessoas que estão a dar uma avaliação positiva a determinado produto/serviço. Logo, esta é mais uma estratégia para construir confiança, influenciar a decisão de compra e aumentar as vendas em e-commerce.

9. Disponibilizar um atendimento de qualidade

Tal como numa loja física, o atendimento de qualidade também está no topo da lista de melhores estratégias para aumentar as vendas em e-commerce porque os utilizadores – mesmo que estejam do outro lado do ecrã – precisam de esclarecer as suas dúvidas de forma rápida. Desta feita, convém investir numa ferramenta de chat online para oferecer suporte imediato e solucionar problemas na hora.

Chat online

Sim, o chat online é a solução ideal para tirar dúvidas sobre os produtos, preços e processos de compra, em tempo real, evitando que o cliente fique à espera (de uma resposta por email, por exemplo) e acabe por desistir.
Com este modelo de atendimento instantâneo consegue fornecer uma resposta imediata, resolver problemas ou fazer uma assistência rápida com toda a comodidade. Inclusive, pode fornecer informações adicionais que ajudem na tomada de decisão de compra ou ajudem a superar objeções de compra, aumentando a taxa de conversão.

10. Fazer uma boa gestão de stock

Uma gestão de stock eficiente permite que a sua loja online assegure a disponibilidade dos produtos, evitando faltas ou excessos de stock, porque sem faltas consegue satisfazer todos os clientes e sem excessos consegue otimizar os custos operacionais e reduzir custos desnecessários.
Neste campo aconselhamos a utilização de um software de gestão de stock que possibilite o registo e controlo de todas as informações relacionadas com os seus produtos (níveis de stock, histórico de vendas, reposições…) para ter uma noção clara do stock e tomar decisões acertadas.

11. Dar a devida importância à logística

A logística está diretamente relacionada com a experiência de compra: se funcionar, aumenta o sentimento de credibilidade, mas se falhar, afeta a imagem da sua marca. Isso significa que deve assegurar uma entrega eficaz e ágil para manter os seus clientes satisfeitos e para distinguir-se da concorrência.
A par, para aumentar as vendas em e-commerce, aconselhamos o investimento em recursos avançados de rastreamento e visibilidade dos pedidos para que os seus clientes acompanhem a situação da entrega em tempo real.

12. Aproveitar as redes sociais

É natural que já tenha um perfil no Facebook e outro no Instagram, mas será que está a publicar informações relevantes de forma consistente para gerar likes, comentários e partilhas? É que a gestão de redes sociais pode ajudá-lo a aumentar as vendas em e-commerce, desde que faça um plano de publicações com posts interessantes, com textos, imagens e vídeos de qualidade que expandam a sua marca.
Em simultâneo, também deve aproveitar as redes sociais como canais de comunicação com os clientes, respondendo a todas as dúvidas, comentários, elogios e reclamações na hora!

Integre com o Instagram

Independentemente da sua área de atividade, é provável que faça sentido investir no Instagram, uma rede social que tem crescido exponencialmente nos últimos anos e que tem permitido que muitas empresas divulguem os seus produtos e serviços de forma mais ampla. Por isso, se tirar boas fotos, usar hashtags de forma estratégica e, principalmente, interagir com os seguidores, vai conseguir aproveitar o potencial do Instagram e aumentar as vendas em e-commerce.

Abra uma loja no Facebook

O Facebook permite a criação de uma loja online integrada na sua página de empresa ou integrando a sua página de empresa com plataformas de e-commerce, como Shopify, que permitem a venda dos seus produtos. A configuração é fácil e permite-lhe chegar a milhões de utilizadores ativos. Portanto, não perca esta oportunidade de alcançar um público mais vasto e aumentar as vendas em e-commerce.

13. Enviar campanhas de e-mail marketing

O que fazer com essa lista de endereços eletrónicos? Enviar campanhas de e-mail marketing, claro! Se falar com os seus clientes e potenciais clientes através de e-mail, segmentando para fazer uma comunicação personalizada, consegue encetar e manter uma relação de confiança que com o tempo acaba por aumentar as vendas em e-commerce. Mas atenção que os emails para recuperar clientes que abandonaram os carrinhos de compras, não bastam! É necessário enviar também e-mails de boas-vindas, e-mails com informações sobre a sua empresa, sobre novos produtos, descontos e promoções, newsletters e destaques para artigos de blog entre outras oportunidades perfeitas para entrar em contacto com a sua lista de assinantes.

Segmentar o seu público-alvo

Segmentar também é uma estratégia para aumentar as vendas em e-commerce. E sabe porquê? Porque vai precisar de dividir o seu público-alvo em grupos homogéneos para personalizar as campanhas de Marketing Digital e alcançar melhores resultados.
Como segmentar? Dependendo dos seus objetivos, pode segmentar por idade, género, localização, interesses e necessidades, mas também por ocupação, estado civil ou última compra realizada na sua loja online.

Clique aqui para conhecer as melhores estratégias de email marketing para e-commerce!

14. Vender em marketplaces

Já considerou vender o seu produto em marketplaces, como Amazon, por exemplo? É uma opção válida para aumentar as vendas em e-commerce.
É verdade que em marketplaces vai ter de pagar comissões e taxas e competir diretamente com outras marcas, mas essas são as únicas desvantagens porque de resto consegue:

  • Maior alcance, porque os marketplaces têm uma audiência mais ampla;
  • Credibilidade e confiança porque os marketplaces são, regra geral, respeitáveis;
  • Infraestrutura estabelecida, porque os marketplaces já têm uma plataforma profissional a funcionar a 200%, com sistemas de pagamento, logística e atendimento ao cliente superiores aqueles que incorporou na sua loja online.

15. Anunciar em Google Ads

Havendo verba disponível, não deixe de investir em Google Ads para impulsionar as vendas da sua loja online de forma rápida e certeira. É verdade que o Marketing de Conteúdo e as estratégias SEO já estão a fazer a sua parte e a aumentar o tráfego orgânico para o seu site, mas podem ser coadjuvados por anúncios pagos que geram resultados de forma instantânea, aumentando o tráfego qualificado. Tudo porque as campanhas de anúncios Google Ads podem ser altamente segmentadas para alcançar utilizadores que estão realmente interessados no seu produto. Além disso, o Google Ads é relativamente barato, se comparado com a publicidade convencional, e ainda oferece a possibilidade de gerir o orçamento de publicidade definindo um limite diário e/ou ajustando os lances dos anúncios consoante os seus objetivos de Marketing Digital.

Dicas para melhorar os resultados em campanhas Google Ads.

16. Anunciar no Google Shopping

Além do Google Ads, se vende produtos físicos também pode anunciar no Google Shopping para aumentar as vendas em e-commerce, fazendo anúncios de produtos diretamente nos resultados de pesquisa do Google e pagando apenas quando os utilizadores clicam neles.
Não se esqueça de que os anúncios Google Shopping ocupam posições privilegiadas, acima dos anúncios de texto e dos resultados de pesquisa orgânicos, garantindo que mais utilizadores vejam os produtos específicos que correspondem às suas intenções de compra, e aumentando as conversões e vendas no seu e-commerce!

17. Lançar campanhas de remarketing

O remarketing é uma ferramenta usada para divulgar anúncios a utilizadores que tenham manifestado interesse por um produto ou serviço. Por outras palavras, trata-se de “fazer novamente marketing”, de tentar que a sua loja online se volte a relacionar com um utilizador que não terminou o processo de compra, ou seja, que abriu a página de um produto, mas depois não o comprou. Nesse caso, o remarketing faz com que um anúncio a esse produto que o utilizador visionou, lhe surja em diferentes plataformas na Internet, durante um período específico. E assim, mesmo que esse utilizador queira esquecer o tal produto ou serviço de que gostou, não consegue!

Como funciona o remarketing na prática?

O remarketing funciona da seguinte forma: sempre que um utilizador visita um site ou loja online que esteja a investir neste recurso, o Google insere um cookie numa tag no código dos arquivos do seu navegador, com a permissão do utilizador que quer continuar a aceder ao conteúdo do site. Desta forma o Google consegue exibir-lhe anúncios relacionados com o produto que esteve a ver (durante uns dias) em sites da sua rede de parceiros e em redes sociais, ou seja, em plataformas que não estão diretamente relacionadas com o negócio em causa.

18. Investir (mais) em estratégias de pós-venda

A fidelização de clientes é outra forma de aumentar as vendas em e-commerce, mas o que tem feito depois de realizada a compra e enviada a encomenda? Pouco ou nada? Há que mudar essa atitude porque reter clientes é tão importante quanto atraí-los para a sua loja. Sendo assim, desenvolva outras estratégias para convidar os clientes a regressar, pedindo feedback após a receção do produto, por exemplo, ou fazendo uma avaliação do nível de satisfação com o serviço, enviando descontos exclusivos em próximas compras e mostrando as novidades.

19. Transformar dados de vendas em indicadores

A monitorização constante é outra estratégia de Marketing Digital que não pode faltar na sua loja online porque ajuda a compreender o comportamento dos consumidores e a perceber se os objetivos das ações implementadas para aumentar as vendas em e-commerce estão a ser atingidos ou precisam de ser ajustados.

Nesse sentido, deve começar por estabelecer metas claras e indicadores-chave de desempenho (KPIs) para as monitorizar regularmente. A par, deve usar ferramentas de análise, como Google Analytics, para acompanhar o tráfego do seu e-commerce e o comportamento dos utilizadores. E aproveite para analisar também a performance do site a nível de velocidade de carregamento e disponibilidade, se necessário utilizando ferramentas como o PageSpeed Insights do Google.

Por fim, acompanhe métricas de marketing em todas as suas ações: de envios de campanhas de e-mail marketing a anúncios pagos e redes sociais, dando especial atenção ao retorno sobre o investimento (ROI) para confirmar se após a implementação destas estratégias para aumentar as vendas em e-commerce, conseguiu melhorar os resultados.

20. Contratar uma empresa de Marketing Digital

A última sugestão para aumentar as vendas em e-commerce é precisamente para si, que não tempo nem conhecimentos suficientes a respeito de Marketing Digital, para implementar todas as estratégias que acabámos de enumerar. E a sugestão é contratar uma empresa de Marketing Digital especialista em e-commerce.

Com uma equipa composta por profissionais com diferentes competências (copywriters, programadores, gestores de redes sociais, web designers, especialistas SEO…) uma agência de Marketing Digital consegue desenvolver todas as estratégias necessárias para melhorar o alcance e reputação da sua marca, atrair mais clientes, aumentar a taxa de conversão e faturação.

Além de uma equipa multifacetada, este tipo de empresas também possui equipamentos e tecnologias de última geração, recursos e ferramentas avançadas para impulsionar as vendas do seu produto, e tem ainda acesso a atualizações constantes a nível de novas tecnologias, tendências e hábitos de consumo para ajudar a sua loja online a adotar abordagens inovadoras para se manter à frente da concorrência.

Porque deve escolher a Sanzza?

  • Porque desenvolvemos sites de e-commerce de qualidade
  • Porque elaboramos páginas de produto detalhadas
  • Porque otimizamos com SEO para pormos as suas páginas no topo do Google
  • Porque recuperamos carrinhos de compras abandonados
  • Porque ajudamo-lo a disponibilizar vários métodos de pagamento
  • Porque dizemos-lhe como reduzir os valores dos portes de entrega
  • Porque implementamos estratégias cross-selling e up-selling
  • Porque exibimos comentários e avaliações na sua loja online
  • Porque implementamos um chat online para atendimento ao cliente
  • Porque auxiliamos a fazer uma boa gestão de stock
  • Porque damos a devida importância à logística
  • Porque aproveitamos as redes sociais para expandir o seu negócio
  • Porque enviamos campanhas de email marketing regularmente
  • Porque explicamos como pode vender em marketplaces
  • Porque fazemos campanhas de anúncios para Google Ads e Google Shopping
  • Porque somos peritos em remarketing
  • Porque investimos em estratégias de Marketing Digital de pós-venda
  • Porque transformamos dados de vendas em indicadores
  • … e porque os indicadores revelam que os nossos clientes apresentam um ROI invejável!

Junte-se ao grupo de empreendedores e empresários que já implementou estratégias para vender mais em e-commerce. Peça um orçamento sem compromisso!

Notícias Recentes

Archives

Categories